A reconstrução do Sinsaúde e da categoria começa agora

Unidos e fortalecidos, seguiremos firmes em prol dos trabalhadores na construção de um novo tempo.

06/08/2020

Reconstruir. Quando buscada nos dicionários esta palavra nos remete a ideia de formar novamente; reorganizar ; reformar. E quando assumi a presidência do Sinsaúde, no dia 15 de julho de 2020, a palavra “reconstrução” martelava não apenas a minha mente, mas certamente a de todos os 84 profissionais da saúde que compõem a diretoria da entidade. E foi com esse objetivo que elegemos um tripé de trabalho que vai nortear nossas ações.


Reconstruir benefícios. Os trabalhadores da saúde, juntamente com o Sindicato, já tiveram tempos melhores. Tempos esses em que a sociedade e o setor patronal valorizavam por meio de melhores salários e condições de trabalho os profissionais da saúde. A reforma trabalhista foi um duro golpe tanto nos trabalhadores quanto em suas entidades representativas. Não bastasse a retirada de direitos e de representatividade dos sindicatos, veio a pandemia provocada pelo Sars-CoV-2. A doença despertou a sociedade para o real valor dos profissionais da saúde, que são linha de frente no combate ao Covid-19, como também é conhecida a doença.

Mas não foi capaz de sensibilizar o patronato, seja ele particular ou filantrópico, que preferiu adotar o discurso dos demais setores da sociedade, incluindo aí a adoção de medidas como suspensão do contrato de trabalho, redução de salários e de jornada, aproveitando a oportunidade dada pelo governo por meio da Medida Provisória 936. Essa MP que em 7 de abril sfoi sancionada e se tornou a lei número 14.020 veio como uma forma opcional de o mercado formal de trabalho enfrentar a pandemia. 

Coincidentemente, estamos em Campanha Salarial. Buscamos melhorias para a categoria, cuja a data-base é junho. Depois de prorrogadas as negociações por dois meses, em virtude da pandemia, chegou a hora de definir salários e melhores condições de trabalho. Inclui-se aí o adicional de insalubridade em grau máximo e um abono para os trabalhadores. São eles que, apesar dos riscos, da contaminação e dos colegas que caíram na batalha e foram a óbito, seguem defendendo as instituições onde trabalham.  

São os verdadeiros guerreiros da saúde e merecem ser devidamente valorizados. Por isso, conclamamos os estabelecimentos de saúde a olharem com olhos mais amorosos para seus colaboradores e também para suas necessidades, garantindo assim a evolução da categoria da saúde.

Reconstruir a categoria. Esta é mais uma das bases de luta da nova diretoria. Buscar e oferecer aos profissionais da saúde de todos os setores de atuação – administração, enfermagem e apoio – novas formas de representação e crescimento. 

Está nos planos da nova diretoria firmar uma forte aliança com as demais instituições de representação dos profissionais da área da saúde que possam fortalecer a categoria. 

Atuar junto às instituições públicas, nacionais e internacionais, visando a garantia de novas oportunidades nas áreas educacional e de aperfeiçoamento profissional. E ainda, atuar junto às instâncias políticas para ampliação e fortalecimento da representação dos trabalhadores, agindo para que sejam aprovadas leis que há muito tramitam no Congresso Nacional e que são do interesse da categoria, a exemplo da jornada de 30 horas semanais.   

Reconstruir o Sindicato.  Por fim, o último tripé que vai nortear o nosso trabalho é a reconstrução da instituição Sinsaúde. Vamos começar pela reorganização administrativa do Sindicato, revendo todos os setores e os processos de atendimento a categoria. Queremos uma instituição ágil, que não deixe nenhum trabalhador sem resposta às suas necessidades. 

Isso exige também uma revisão dos serviços prestados pela entidade e todas as subsedes e postos de atendimento aos seus associados e demais trabalhadores. Avaliar, ouvir os associados e aprimorar os serviços de forma que mais trabalhadores venham somar e fortalecer a sua instituição representativa.

E vamos além. Manteremos e engrossaremos fileiras junto com o Ministério Público do Trabalho (MPT), Centrais de trabalhadores nacionais e internacionais e outras entidades sindicais e sociais, visando a defesa dos direitos que foram usurpados dos trabalhadores e da organização sindical. Queremos o aprimoramento dessas organizações e vamos defender que fiquem, que sobrevivam as instituições sérias e comprometidas com a causa dos trabalhadores. 

Desta forma, pretendemos reedificar o Sinsaúde, tornando mais competentes os serviços prestados, criando novos benefícios e, assim, dando a sua contribuição para a valorização e engrandecimento desta categoria que é a sustentação da entidade. 

Novos tempos para os profissionais da saúde representados pelo Sinsaúde Campinas e Região chegaram e somente juntos, unidos nestes objetivos, poderemos reconstruir e dar um passo importante na evolução da categoria. Conto com seu apoio e participação. 
O Sinsaúde está de portas abertas para você, trabalhador. Venha se fortalecer e fortalecer a sua entidade de classe.

Sofia Rodrigues do Nascimento
Presidente 
 

MAIS ARTIGOS
[ FECHAR ]
[ FECHAR ]

GALERIA MULTIMÍDIA

VER TUDO

instagram

youtube