Sinsaúde cobra na justiça direitos de funcionários da clínica Neonefro em Atibaia e Indaiatuba

O Sinsaúde já soma dois processos trabalhistas contra a Neonefro Nefrologia e Clínica Médica (Clínica Thompson). Em junho, a entidade entrou com uma ação na Vara do Trabalho de Indaiatuba, na qual cobra do estabelecimento de saúde, com sede na cidade, o pagamento de direitos trabalhistas, como, por exemplo, horas extras excedentes da sexta hora diária, reajuste salarial a partir de junho de 2012 e vale-transporte (confira todos os itens no quadro). Em agosto, o Sindicato acionou novamente a Justiça e entrou com outro processo, desta vez na Vara do Trabalho de Atibaia contra a clínica instalada no município, reivindicando os mesmo direitos.
Os dois processos, o de nº 0001532-76.2013.5.15.0077, de Indaiatuba; e o de nº 0002327-87.2013.5.15.0140, de Atibaia, foram elaborados com base em denúncias dos próprios funcionários sobre o desrespeito da direção da Neonefro Nefrologia em relação aos direitos trabalhistas.
O diretor do Sinsaúde em Indaiatuba e região, Carlos Cairos, lembra que durante as assembleias, a diretoria do Sindicato apurou as informações denunciadas pelos trabalhadores. “Após analisar as denúncias e na tentativa de resolver o problema de forma ágil, oficiamos a direção da clínica”, diz Cairos.
Durante as negociações com a direção do estabelecimento de saúde foram pontuadas todas as irregularidades, mas os responsáveis pela Clínica Thompson não apresentaram uma solução para o problema. Sem resultado e esgotadas as tentativas de resolver o conflito por meio do diálogo, o Sindicato entrou com ação na Justiça do Trabalho para resgatar os direitos dos trabalhadores.
“A diretoria do Sinsaúde está atenta às denúncias dos trabalhadores e lutando junto com eles para que seus direitos sejam  respeitados”, afirma a diretora do Sinsaúde de Atibaia e região, Vicentina da Silva Melo André. Ela reforça que é preciso mais participação da categoria nas ações sindicais e que os profissionais informem à entidade quando houver qualquer irregularidade no ambiente de trabalho.

União e mobilização

O Sindicato representa, organiza e defende os profissionais da saúde do Laboratório de Análises Clínicas Dra. Edna Jaguaribe, mas precisa da união e mobilização da classe trabalhadora para ser mais  forte e conquistar muito mais para a categoria. “Precisamos de todos juntos com o Sindicato para juntos revertermos este quadro injusto que colocaram os trabalhadores”, finaliza o presidente do Sinsaúde, Edison Oliveira.

Esse post foi publicado de quinta-feira, 5 de setembro de 2013 às 19:43, e arquivado em Notícias. Você pode acompanhar os comentários desse post através do feed RSS 2.0. Você pode comentar ou mandar um trackback do seu site pra cá.


Um comentário para “Sinsaúde cobra na justiça direitos de funcionários da clínica Neonefro em Atibaia e Indaiatuba”

  1. Jeffrey disse:

    bullet@wealth.blurred” rel=”nofollow”>.…

    good info….

Deixe um comentário