Gripe e resfriado: conheça as principais diferenças

26/06/2018

Tanto gripes quanto resfriados são doenças infecciosas. A gripe (também pode ser denominada Influenza) é causada pelo vírus Influenza, ao passo que o resfriado é causado principalmente pelos Rhinovírus. As diferenças giram em torno da agressividade dos sintomas, que são muito mais intensos nos casos de gripe.

 


Gripe

 


Os sintomas da influenza, tanto a sazonal quanto à pandêmica, pouco diferem entre si. Em geral, os primeiros sintomas são calafrios ou uma sensação de frio, mas febre pode também representar a primeira manifestação clínica, com temperaturas corpóreas variando entre 38 a 39 °C.

 

Os principais sintomas da gripe são:

 

 

  • Dores pelo corpo, especialmente nas articulações e garganta
  • Febre e frio excessivo
  • Fadiga
  • Cefaléia
  • Olhos irritados e lacrimejantes
  • Vermelhidão dos olhos, pele (particularmente face), boca, garganta e nariz

 


Em crianças, sintomas gastrintestinais, principalmente diarréia e dores abdominais.
Os resfriados são caracteristicamente mais brandos; raramente acarretam complicações graves como pneumonia.

 


Transmissão

 


Não há tratamento específico. Quem fica resfriado pode se tratar em casa com repouso, boa hidratação, alimentação saudável, além de antitérmicos e analgésicos de costume, quando necessário.


No que tange aos mecanismos de transmissão, em termos gerais pacientes com gripe são mais infectantes entre o segundo e terceiro dia após o início da infecção; a infectividade persiste por até dez dias.


Crianças são muito mais infectantes comparativamente aos adultos, albergando vírus por período de até duas semanas após a infecção pelo vírus influenza.


O vírus influenza pode se disseminar através de três maneiras principais:

 

  • Transmissão direta: quando uma pessoa infectada espirra ou tosse, expelindo partículas mucóides no interior dos olhos, nariz ou boca de outra pessoa;
  • Através da inalação de aerosóis produzidos por pessoas infectadas que tossem, espirram ou cospem no meio ambiente;
  • Transmissão através da via mãos-boca, tanto por intermédio de superfícies contaminadas (por exemplo, apoios de mãos presentes em veículos de transporte coletivo) ou contato pessoal direto, tais como apertos de mão ou beijos.

 


O tempo que o vírus influenza sobrevive nas gotículas respiratórias aparentemente é influenciado pelos níveis de umidade e radiação ultravioleta do meio-ambiente; no inverno, a baixa umidade do ar e a ausência de luz solar provavelmente constituem-se fatores que auxiliam na sobrevida da partícula virótica.

 

Fonte: Veja

[ FECHAR ]
[ FECHAR ]

GALERIA MULTIMÍDIA

VER TUDO

instagram

youtube