Trabalhadores rejeitam propostas da Santa Casa de Araras e greve está decretada para segunda-feira (17)

14/12/2018

 Os trabalhadores da Santa Casa de Misericórdia de Araras decidiram rejeitar as propostas de parcelamento do 13º salário de 2018 feitas pela administração do hospital e, com isso, está decretada a greve para esta segunda-feira (17), a partir das 6h. A decisão foi tomada pela categoria, após duas assembleias realizadas na quarta e na quinta-feira, com os turnos da manhã e da noite.

 

A primeira parcela do 13º salário não foi paga na data correta, que seria até o dia 30 de novembro como prevê a legislação, e o hospital também informou que não conseguiria realizar o pagamento da segunda parcela dentro do prazo, ou seja, até o dia 20 de dezembro.

 

Na primeira proposta apresentada pela Santa Casa, o 13º salário seria pago em quatro (4) parcelas, iniciando em janeiro de 2019. Na segunda, a proposta era de pagamento em três (3) parcelas iniciando em dezembro de 2018. “O Sinsaúde levou as duas propostas para discussão em duas assembleias com os trabalhadores dos turnos da manhã e da noite e ambas foram rejeitadas”, afirmou a presidente da subsede do Sinsaúde em Araras, Tereza Aparecida Mendes.

 

A categoria decidiu que o 13º de 2018 deve ser pago na integralidade até a data de hoje (14), caso isso não ocorra, as atividades serão paralisadas a partir das 6h da manhã de segunda-feira, dia 17 de dezembro. A Santa Casa já foi informada da deliberação, assim como as demais autoridades competentes.

 

O diretor-geral do Sinsaúde, Anselmo Bianco, ressalta que houve ampla discussão com todos os trabalhadores e que a decisão da categoria deve ser respeitada. “O 13º é um direito do trabalhador e cabe ressaltar que muitos fizeram despesas ou pensam em quitar dívidas utilizando este dinheiro. Esperamos que a Santa Casa providencie o pagamento devido dentro do prazo”, afirmou.

[ FECHAR ]
[ FECHAR ]

GALERIA MULTIMÍDIA

VER TUDO

instagram

youtube