Sinsaúde promove reunião estratégica para sua diretoria

22/02/2019

O Sinsaúde promoveu entre os dias 19 e 21 deste mês, na cidade de Brotas/SP, uma reunião estratégica para toda sua diretoria. O objetivo foi discutir a pauta de reivindicações para à Campanha Salarial deste ano com a definição do documento base do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), além de atualizar a diretoria sobre as mudanças que ocorrerão com a possível aprovação da reforma da previdência e os tramites do processo de aposentadoria. O encontro serviu também para a diretoria definir o plano de ação para os eventos de 2019.

 

 

 

No primeiro dia de trabalhos, os diretores analisaram e discutiram a agenda de eventos do ano, abordando questões financeiras, estruturais, sociais e de cunho estratégico. Na pauta, o desafio de manter a qualidade reconhecida pelos trabalhadores dos pequenos e grandes eventos do Sinsaúde, reduzindo custos com a otimização dos serviços; algo já implementado pelo sindicato diante da atual realidade financeira da entidade. “Fazer mais com menos, sem perda de qualidade”. Esse foi o norte seguido pela diretoria para planejar os eventos que são tão aguardados pelos trabalhadores da saúde, como a homenagem do 12 de Maio e o Arraiá da Saúde. Neste dia também foi definido o conceito e demais peças de comunicação a serem usadas na Campanha Salarial.

 

No segundo dia de trabalhos, o assunto tratado foi a previdência e o que muda com a reforma proposta pelo governo. Para falar sobre a reforma e atualizar os diretores e os advogados do departamento jurídico do sindicato (que participaram deste evento) sobre os tramites necessários na hora de solicitar a aposentadoria do trabalhador; o Sinsaúde trouxe para uma palestra o advogado Sinval Miranda Dutra Júnior, que é especialista em direito previdenciário, administrativo e judicial, com 21 anos de experiência na área.

 

A palestra do Dr. Sinval ajudou os diretores e advogados do Sinsaúde a entenderem melhor o processo administrativo previdenciário, que são os atos administrativos da Previdência Social no processo de concessão ou não da aposentadoria. O especialista pontuou todo do processo que leva à aposentadora, explicando quais são as estratégias a serem usadas e quais dificuldade enfrentadas pelo trabalhador. Além disso, ele explicou também os tipos de aposentadorias como a especial, por tempo de contribuição, etc. “A Previdência está sempre pronta para apontar qualquer falha no processo, por isso, é importante que vocês sempre criem estratégias e estejam bem preparados para os questionamentos”, enfatiza Sinval. Ele abordou também as mudanças com a reforma trabalhista como a idade mínima para aposentadoria, tempo mínimo de contribuição, regra de transição, mudança no cálculo do benefício, etc.

 

 

 

No último e terceiro dia, os diretores discutiram as estratégias da Campanha Salarial deste ano com a definição do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) base para as negociações com a classe patronal. Diversos fatores como a atual situação financeira do país, o desemprego, as mudanças na Previdência, o novo governo e ainda os malefícios trazidos pela reforma trabalhistas, foram itens levado em conta para a elaboração das estratégias. Além disso, outros fatores ligados diretamente a saúde como a aquisição de tradicionais hospitais por grandes grupos de investidores, as chamadas Holdings, estão entre os grandes desafios da categoria; isso porque, essas mudanças de gestão estão vindo atreladas a precarização do trabalho, com uma grande quantidade de terceirizações e retirada de direitos.

 

“Este ano a Campanha será um enorme desafio, pois a classe patronal está unida em tirar dos trabalhadores todos os direitos que conseguirem, sempre usando como desculpa a reforma trabalhista. Há também esses grandes grupos empresarias - um deles tendo até o atual ministro da Economia Paulo Guedes como acionista - que vem comprando vários hospitais e terceirizando tudo que podem de forma desenfreada, tirando direitos e reduzindo salários. Cabe a nós fazermos nosso papel da melhor forma possível, trazendo o trabalhador para o nosso lado, mostrando que aqui tem sindicato e que não será fácil como eles pensam, pois estamos preparados e focados para manter o que conquistamos”, explica Leide.

[ FECHAR ]
[ FECHAR ]

GALERIA MULTIMÍDIA

VER TUDO

instagram

youtube