Pacientes de hemodiálise em Campinas procuram a polícia para reclamar de falha em transporte

05/06/2019

 Pacientes que realizam tratamento de hemodiálise pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Campinas (SP) reclamam que o transporte gratuito oferecido pelo município tem os deixado para trás. Oito deles procuraram a Polícia Civil e registraram boletim de ocorrência contra a prefeitura nesta terça (4). O grupo afetado, no entanto, pode chegar a 100 pessoas.

 

De acordo com o Instituto de Nefrologia de Campinas, houve uma mudança no horário de atendimento para melhorar a qualidade do serviço oferecido, mas com a alteração, o transporte oferecido, que já apresentava falhas, ficou pior.

 

E esses problemas têm provocado falta aos tratamentos, o que coloca a vida dos pacientes em risco.

 

"É risco de vida. Já estou com paciente que está faltando. Esses pacientes começam a ganhar líquido, começam a sentir falta de ar, eles necessitam da sessão. E estão saindo prejudicados", afirma Simone Mello, gerente de enfermagem da clínica.

 

Em nota, a prefeitura de Campinas informou que o transporte para pacientes crônicos é feito das 8h às 18h, todos os dias, e garantiu que não houve alteração nesses horários. Segundo a administração, o Instituto de Nefrologia promoveu alterações no horário de atendimento dos pacientes sem notificar a Secretaria de Saúde.

 

A prefeitura destacou que vai apurar o que ocorreu com os pacientes que ficaram sem transportes e tomar as medidas cabíveis.

 

Fonte: g1

[ FECHAR ]
[ FECHAR ]

GALERIA MULTIMÍDIA

VER TUDO

instagram

youtube