Sinsaúde consegue acordo para evitar a quarteirização da enfermagem no Hospital de Jaguariúna

11/06/2019

Nesta terça-feira, dia 11, em audiência de mediação no Ministério Público do Trabalho (MPT) em Campinas, o Sinsaúde conseguiu um acordo para evitar a quarteirização da enfermagem no Hospital de Jaguariúna. A Asamas – Associação Santa Maria de Saúde, Organização Social que administra o hospital, assinou o acordo se comprometendo a não realizar a contração de auxiliares e técnicos de enfermagem e enfermeiros, via cooperativa.

 

A Asamas informou que pretende contratar via COAHP – Cooperativa de Trabalho de Atendimento Pré-hospitalar, apenas médicos. O documento assinado no MPT prevê no caso de descumprimento por parte da Asamas, multa de R$ 5.000, por trabalhador contratado irregularmente e execução.

 

“Esperamos que a Asamas cumpra o acordo, pois a contratação de enfermeiros, técnicos e auxiliares seria uma quarteirização, algo irregular. Isso porque a OS já é a terceirização da gestão do hospital, haja vista que o Hospital de Jaguariúna pertence ao município”, explica Juliana Guilherme, presidente da subsede do Sinsaúde em Amparo, responsável pela região.

[ FECHAR ]
[ FECHAR ]

GALERIA MULTIMÍDIA

VER TUDO

instagram

youtube