Sinsaúde conquista adicional de insalubridade de 40% para os trabalhadores da Santa Casa de Flórida Paulista

16/04/2021

Os trabalhadores da Santa Casa de Flórida Paulista tiveram uma grata surpresa nos seus holerites deste mês de abril, um adicional no salário que foi conquistado a partir de muita luta do Sindicato.

 

O Sinsaúde conseguiu o adicional de insalubridade grau máximo, ou seja, 40% do salário mínimo, para todos os trabalhadores do hospital, devido ao perigo de contaminação no combate à pandemia. “Esta é uma conquista muito importante para os trabalhadores e um avanço significativo na relação entre o Sindicato e a Santa Casa”, avalia a presidente da Subsede do Sinsaúde de Dracena, Nilza Pereira Gomes Azevedo.

 

O Sindicato vem trabalhando pelo adicional de insalubridade de 40% para todos os funcionários da Santa Casa de Flórida Paulista desde o ano passado. Apesar da dificuldade inicial, com a pandemia ficou mais evidente o perigo de contaminação dos trabalhadores dentro do hospital.

 

O Sinsaúde voltou a insistir na reivindicação este ano e, finalmente, o provedor do hospital deu uma resposta positiva para o pagamento da diferença do adicional, no dia 5 de abril. Isto possibilitou que a diferença fosse depositada ainda no holerite deste mês. Portanto, daqui pra frente, até o final da pandemia, todas as categorias que ganhavam 20% passarão a ganhar 40% de adicional de insalubridade.

 

Para todos A presidente do Sinsaúde, Sofia Rodrigues do Nascimento, destaca que a luta pelo adicional de insalubridade de 40% para toda a categoria é uma das bandeiras da campanha salarial. Há quase 50 processos tramitando com esta reivindicação.“ Temos conseguido vitórias importantes que mostram a valorização dos trabalhadores da Saúde”, avalia.

 

O pagamento do Adiciona l de Insalubridade em grau máximo significa reconhecer que toda os trabalhadores que atuam dentro da instituição hospitalar correm o mesmo risco de contaminação durante a pandemia de Covid-19. “É muito importante que os patrões valorizem os esforços e o trabalho destes funcionários que estão na linha de frente do combate ao coronavírus”, destaca o diretor jurídico do Sinsaúde, Paulo Gonçalves.

[ FECHAR ]
[ FECHAR ]

GALERIA MULTIMÍDIA

VER TUDO

instagram

youtube